Mormon Newsroom
Comunicados de Imprensa

Orientações da Primeira Presidência sobre Como Administrar a Igreja em Tempos Difíceis

Os recursos são disponibilizados em resposta aos impactos contínuos causados pela pandemia do COVID-19

Como é que se pode ministrar, dar uma bênção do sacerdócio ou administrar o sacramento da Ceia do Senhor durante uma pandemia global? Estas são algumas das questões abordadas pela Primeira Presidência d'A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias numa carta e dois documentos enviados à liderança global da Igreja, à medida que continua a lidar com os efeitos do COVID-19. 

O site noticias-pt.aigrejadejesuscristo.org também possui um terceiro documento (encontrado abaixo) que contém respostas para muitas outras perguntas não abordadas na carta da Primeira Presidência para a liderança .

Os dois documentos enviados aos líderes explicam os princípios administrativos da Igreja durante estes tempos difíceis.

“Incluem-se instruções para ordenanças essenciais, bênçãos e outras funções da Igreja, para guiar os líderes durante a crise atual e nos dias desafiantes que estão por vir”, diz a carta da Primeira Presidência. “Estes documentos são publicados em resposta às interrupções nos procedimentos da Igreja e nas atividades dos membros, causadas pela pandemia mundial do COVID-19. Estes devem ser usados como orientação enquanto durar esta pandemia, em determinados países ou em determinada parte geográfica destes. Outras instruções poderão vir a ser emitidas posteriormente”.

O documento sobre princípios administrativos traz alento aos líderes. O mesmo realça as dificuldades incomuns do momento atual, a responsabilidade de todos os Santos de serem bons cidadãos globais, uma lembrança de que o Senhor preparou esta Igreja para os desafios atuais e preparou os líderes com a sabedoria necessária para desempenhar os seus deveres eclesiásticos.

“O Senhor ajudar-nos-á”, diz o documento. “O poder do sacerdócio e a retidão dos membros ajudar-nos-á a seguir em frente nos dias que estão por vir”.

Leia o documento completo, “Princípios Administrativos em Tempos Difíceis”.

O segundo documento aborda as ordenanças essenciais da Igreja (batismos, confirmações, ordenações ao sacerdócio e designacões), bênçãos do sacerdócio, administração do sacramento da ceia do Senhor, reuniões da Igreja e serviço cotidiano prestado pelos Santos dos Últimos Dias.

Os rituais do batismo, confirmação e ordenação ao sacerdócio devem ser feitos presencialmente. Se necessário, o líder que supervisiona estas ordenanças (junto com outros líderes, familiares e amigos) pode assistir remotamente através da tecnologia.

As bênçãos do sacerdócio para curar os doentes também requerem o toque físico da mão na cabeça. No entanto, o documento diz que "depois de tomar todas as precauções necessárias, quando as condições proíbem colocar as mãos na cabeça de uma pessoa, pode ser oferecida uma oração, inclusive com recurso à tecnologia.Esta é uma oração de fé e não uma bênção do sacerdócio. Qualquer pessoa, a qualquer momento pode orar, jejuar ou ministrar às outras pessoas”.

Como acontece desde meados de março deste ano, os bispos locais podem autorizar os portadores do sacerdócio da sua congregação a preparar e administrar o sacramento nos seus lares. “Em circunstâncias incomuns, quando o sacramento não está disponível”, acrescenta o documento, “os membros podem ser consolados ao estudar as orações sacramentais e renovar o compromisso de viver os convénios que fizeram, e ao orar pelo dia em que o receberão pessoal e adequadamente, administrado pelo sacerdócio”.

Leia mais no documento, “Instruções para as Ordenanças Essenciais, Bênçãos e Outras Funções da Igreja”.

O documento de perguntas e respostas responde a várias outras perguntas importantes feitas pelos Santos dos Últimos Dias em todo o mundo. A seguir, são apresentados apenas três exemplos.

•    Casamentos e funerais podem ser realizados nas capelas?
Onde for restrito por regulamentos governamentais, casamentos, receções e funerais não devem ser realizados nas capelas. Conforme permitido por lei, os bispos e presidentes de estaca podem oficiar casamentos num ambiente apropriado onde o distanciamento social possa ser mantido. A tecnologia também pode ser usada para permitir que familiares e amigos visualizem a cerimónia. Líderes e membros devem cumprir as ordens, regulamentos e diretrizes do governo.

•    As entrevistas da recomendação para o templo devem continuar a ser realizadas presencialmente? 
Não. Os membros dos bispados e da presidência da estaca podem temporariamente realizar as entrevistas de recomendação do templo, com recurso à tecnologia que permita a visualização face a face. Os membros devem continuar a ser entrevistados por um membro do bispado e por um membro da presidência da estaca.

•    Devemos continuar a participar de doações de sangue?
Sim, as doações de sangue continuarão, mas devem seguir as ordens, regulamentos e diretrizes governamentais estabelecidas em cada local e os protocolos da entidade que recolhe as doações (Cruz Vermelha ou outros). As capelas e os estacionamentos podem ser usadas pela Cruz Vermelha e outras entidades que usam instalações portáteis, se todas as ordens, regulamentos e diretrizes do governo forem seguidos.

Leia o documento completo de perguntas e respostas, “Dar resposta ao COVID-19: Respostas às perguntas”.

“Somos gratos pelos esforços que muitos de vós estão a fazer para seguir cuidadosamente as instruções dos líderes nacionais, regionais e locais em muitos países, em resposta à pandemia do COVID-19”, afirmou a Primeira Presidência. “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias também está a tomar as devidas precauções e a prestar assistência aos necessitados. Nas atuais circunstâncias e nas condições que venham a existir no futuro, a Igreja e os seus membros, demonstrarão fielmente o seu compromisso de ser bons cidadãos e bons vizinhos”.
 

Observação do Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.