Mormon Newsroom
Notícia

A Primeira Presidência e os Apóstolos Acima dos 70 anos Recebem a Vacina da COVID-19

A Igreja já contribuiu para a vacinação de cerca de 117 milhões de pessoas desde 2002

Oito líderes seniores d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias receberam a primeira dose da vacina COVID-19 na terça-feira de manhã na Cidade do Lago Salgado. Estes líderes qualificaram-se para receber a vacina em Utah em virtude de terem mais de 70 anos. Profissionais de saúde, socorristas e outros representantes governamentais considerados de alta prioridade, tiveram a oportunidade de ser vacinados nas últimas semanas.

Os três membros da Primeira Presidência e cinco membros do Quórum dos Doze Apóstolos receberam a vacina, assim como a maioria das suas esposas: O Presidente Russell M. Nelson e a sua esposa, Wendy; o Presidente Dallin H. Oaks e a sua esposa, Kristen; o Presidente Henry B. Eyring; o Presidente M. Russell Ballard; o Elder Jeffrey R. Holland e a sua esposa, Patricia; o Elder Dieter F. Uchtdorf e a sua esposa, Harriet; o Elder Quentin L. Cook e a sua esposa, Mary; e o Elder D. Todd Christofferson e a sua esposa, Kathy.

 

Declaração da Primeira Presidência referente à Vacinação

A Primeira Presidência divulgou a seguinte declaração na terça-feira sobre a importância da vacinação e imunização contra doenças evitáveis:

Em palavras e atos, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem apoiado a vacinação ao longo de várias gerações. Como uma componente proeminente dos nossos esforços humanitários, a Igreja tem financiado, distribuído e administrado vacinas que salvam vidas em todo o mundo. As vacinações ajudaram a conter ou a eliminar doenças transmissíveis devastadoras, como a poliomielite, a difteria, o tétano, a varíola e o sarampo. As vacinas administradas por profissionais de saúde competentes protegem a saúde e preservam a vida.

À medida que esta pandemia começou a espalhar-se pelo mundo, a Igreja cancelou de imediato reuniões, fechou templos e restringiu outras atividades devido ao nosso desejo de ser bons cidadãos globais e fazer a nossa parte para combater a pandemia.

Agora, as vacinas da COVID-19, pelas quais muitos trabalharam, oraram e jejuaram, estão a ser desenvolvidas e algumas estão a ser administradas. De acordo com as diretrizes emitidas pelas autoridades de saúde locais, as vacinas foram oferecidas em primeiro lugar aos profissionais de saúde, socorristas e outros beneficiários de alta prioridade. Devido à sua idade, os líderes seniores da Igreja, acima dos 70 anos, apreciam a oportunidade de serem vacinados.

À medida que as oportunidades de vacinação se tornarem disponíveis, a Igreja exorta os seus membros, funcionários e missionários a serem bons cidadãos mundiais e a ajudarem a conter a pandemia protegendo-se a si próprios e a outras pessoas através da vacinação. Os indivíduos são responsáveispor tomar as suas próprias decisões relativamente à vacinação. Ao tomar essa decisão determinação, recomendamos que, sempre que possível, consultem um profissional de saúde competente sobre as vossas necessidades e circunstâncias pessoais.

O Apoio de Longa Data da Igreja à Vacinação

A Igreja de Jesus Cristo reconhece a importância da vacinação e imunização há décadas. “Pedimos aos membros d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias que protejam os seus próprios filhos através da vacinação”, disse a Primeira Presidência em 1978.

Desde 2002, através da sua organização humanitária LDS Charities (Instituição de Caridade Santos dos Últimos Dias), a Igreja ajudou a financiar 168 projetos, em 46 países, para abençoar cerca de 116.819.870 pessoas. A Instituição de Caridade Santos dos Últimos Dias (LDS Charities) oferece apoio financeiro a proeminentes parceiros globais de imunização na aquisição e distribuição de vacinas, na monitorização de doenças, resposta a surtos, formação de profissionais de saúde e desenvolvimento de programas de eliminação e erradicação. Os resultados incluem mais crianças vacinadas e menos vidas perdidas devido ao sarampo, rubéola, tétano materno e neonatal, poliomielite, diarreia, pneumonia e febre amarela.

Histórias de sucesso notáveis erecentes incluem a eliminação de doenças por toda a África. Em 2019, a Instituição de Caridade Santos dos Últimos Dias (LDS Charities) e parceiros como a UNICEF dos EUA e a Kiwanis International ajudaram a eliminar o tétano materno e neonatal no Chade e na República Democrática do Congo. No final do ano passado, graças à UNICEF e aos seus parceiros como a Instituição de Caridade Santos dos Últimos Dias (LDS Charities), a África erradicou o poliovírus selvagem. E, em resposta a uma epidemia de sarampo no Chade em 2019, a UNICEF e os seus parceiros, ajudaram a vacinar 653.535 crianças com idades entre os seis meses e os nove anos, no  período de uma semana.

“Sinto-me feliz por ter chegado a nossa vez de receber esta vacinação”, disse o Presidente Oaks na manhã de terça-feira. “Temos muita esperança de que a vacinação geral da população nos ajude a superar esta terrível pandemia. Dá-nos muita esperança, como uma luz ao fundo do túnel. Há alívio e apreço por todos os envolvidos no desenvolvimento desta vacina e por aqueles que fizeram com que esta ficasse disponível, de um modo geral, num sistema de prioridades sensato”.
 

Observação do Guia de Estilo: Em notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pedimos que use o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome, aceda ao Guia de Estilo.